quarta-feira, 8 de abril de 2015

Por que não terceirizamos o país inteiro?



Com esse projeto de lei quase sancionado (mesmo o veto da presidente será facilmente derrubado, pois, afinal, não tem força na Câmara), por que não aproveitamos o ensejo e terceirizamos o país todo? Já que haverá uma proliferação de empresas terceirizando empregados em efeito cascata (e não assumindo qualquer responsabilidade, consequentemente), resolvi sugerir uma terceirização nacional para resolver logo isso.

  • Terceirizar o povo: a primeira ideia seria terceirizar o povo. Contratando outro povo, não haveria reclamações, discussões sobre futebol ou religião, piadas de mau gosto: qualquer besteira dessa, era só trocar o povo por outro. Fez piada preconceituosa? Traz um povo novo. Não apareceu para trabalhar porque ficou até tarde vendo futebol? Traz outro povo. Simples e rápido.
  • Terceirizar o espaço: vamos, literalmente, alugar o Brasil – podemos fazer no modelo porteira-fechada (adorado por partidos por aí...). Pagou uma boa soma? Fica com tudo. Água, matas, metais, grãos, espaço... Mas deixa arrumado, ou vamos terceirizar você também. Ah, se começarmos a ter problemas, podemos terceirizar as regiões. Tem países que dariam qualquer coisa pela Norte...

  • Terceirizar a mídia: seria interessante a mídia contratando jornalistas de outros países para cobrirem nosso dia a dia... assim, todos nós cresceríamos multilíngues! E a cobertura midiática talvez tivesse uma mudança de olhar e de lado...

  • Terceirizar os mortos: Nada mais de morte para os brasileiros! Contrataríamos cadáveres de outros países para o lugar dos mortos. Melhor: antes de morrerem! Imagine não termos mais pessoas morrendo, pois a morte foi terceirizada?? Todos felizes, sem morrerem, enquanto os terceirizados morrem. É só enterrar.

  • Terceirizar os esportes: já que não se consegue organizar um movimento para levar os esportes a um nível profissional (e não só futebol), por que não terceirizar tudo isso? Iríamos terceirizar vagas em Olimpíadas, em competições e em Copas (já que estamos sempre lá, poderíamos cobrar bem...)
  • Terceirizar os políticos: sim, eles. Por que não? Não acredito que seria fácil, mas pelo nosso nível, seria até plausível. O problema seria o lobby dos políticos retirados para a terceirização: sempre buscariam um espaço por aí...



Essas são só algumas ideias para terceirizar e melhorar nosso país. Afinal, segundo a maioria da Câmara, esse projeto traz o Brasil para o mercado de trabalho do século XXI. Acho que, talvez, eles queiram terceirizar o tempo também. Quem sabe...

E você, o que você gostaria de terceirizar??